Mãe de bebê, pivô de discussão, nega agressão física e admite que filho foi último da fila; médica pediu exames e que criança voltasse no dia seguinte

Escrito por em 20/06/2022

A mãe do bebê pivô de discussão entre o vereador Valdivino Miguel e servidoras da Saúde do Jardim Ubirama relatou o ocorrido no dia 6 de abril, à reportagem do 90.1 Notícias. A mulher preferiu não ser identificada e disse que acredita ter se envolvido em politicagem pelos fatos narrados nas redes sociais. Ela não presenciou agressões físicas, como está sendo dito, do vereador para com as funcionárias. Admitiu que o bebê foi o 18º a ser atendido, o último da fila, após o desentendimento. “Ele tinha consulta agendada para 7h00. Quem chegou 9h30 foi atendido primeiro. Deixamos a unidade de saúde às 10h30”, contou a mulher. Ela disse que a médica que atendeu seu bebê foi maravilhosa.

Examinou a criança viu que era grave, receitou injeções para o seu filho e pediu exames com urgência. Solicitou que a mãe levasse o bebê no dia seguinte ao posto para ver a criança. Na opinião da mulher que diz que tinha amizade com todas as funcionárias voltou a unidade de saúde se desculpar com o ocorrido. Afirmou que não imaginou que o vereador iria aparecer. Contou que pediu informações sobre a ordem de chamada dos pacientes a uma vereadora da cidade, mas não ao vereador envolvido na polêmica, que ela diz que nem conhecia. Nega que ela ou a mãe tenha solicitado presença do vereador. Procurada, uma das enfermeiras disse que estava fora de Lençóis. Confirmou que o vereador esteve na Unidade de Saúde para se desculpar.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]